Navegar é preciso

25/03/2013 at 08:55 Deixe um comentário

Uma Kombi já não basta ao PCdoB

*Luiz Manfredini

 Quando o PCdoB emergiu para a legalidade, em maio de 1985, alguns desinformados – e outros de má fé – diziam que os comunistas cabiam num fusca. Depois, numa Kombi. Mais tarde, uns surpresos – outros,contrariados – perceberam que, para reunir os comunistas, talvez fosse mais apropriado um vagão ferroviário ou mesmo uma composição. Os comunistas não eram, afinal, tão poucos quanto se imaginava e, com o tempo, se percebeu que, para juntá-los, nem mesmo um navio seria o suficiente, ou uma esquadra. Ainda hoje, quando para reunir os comunistas do PCdoB seriam necessários pelo menos quatro maracanãs lotados, há quem ainda os subestime.

Mas os números não mentem. O PCdoB chega aos 91 anos de existência (o mais antigo partido político brasileiro ainda em atividade), comemorados em 25 de março, com mais de 330 mil filiados em todo o Brasil, segundo os últimos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de novembro do ano passado. Essa multidão – que deverá crescer substancialmente até o 13o congresso nacional do Partido, cuja plenária final está marcada para novembro próximo – está presente em cerca de 2.300 municípios de todos os estados da federação e no Distrito Federal. O mais significativo é que, entre o total de filiados, o PCdoB dispõe de expressiva massa crítica e atuante, de elevado nível político, representada por 2.500 quadros nacionais e 40 mil estaduais e municipais. Sua bancada no Congresso Nacional – 14 deputados e dois senadores – é reconhecida como altamente preparada e ativa na defesa das causas democráticas e progressistas. O Partido ainda possui 18 deputados estaduais, 58 prefeitos e 976 vereadores. Não é um partido grande, mas obviamente já não basta uma Kombi para abriga-lo.

Orgulho

Mais que sua alentada e próspera composição orgânica – por si só fator de orgulho – é seu percurso de lutas e de absoluta fidelidade aos interesses do Brasil e dos brasileiros o que mais honra o PCdoB. Lutas pela democracia, pela justiça social, a soberania do Brasil e o socialismo, travadas ininterruptamente desde 25 de março de 1922, mesmo sob as mais dramáticas circunstâncias de terror ditatorial. Uma trajetória que o inseriu nos principais momentos da história política do Brasil no século 20, nos mais diversos cenários, desde a insurreição de 1935, a resistência ao Estado Novo sob os rigores da clandestinidade, a destacada participação na Assembleia Constituinte de 1946,a volta à clandestinidade a partir de 1947 e, ainda assim, a participação cotidiana nas lutas sociais e políticas dos anos 50.

Duramente perseguido, o PCdoB enfrentou com destemor a ditadura militar, dirigiu a guerrilha do Araguaia, esteve à frente das lutas pela anistia, pelas Diretas-Já, da campanha pela eleição de Tancredo Neves no Colégio Eleitoral, em 1985. Legalizado, participou ativamente da Assembleia Nacional Constituinte, das campanhas presidenciais de Lula, do movimento “Fora Collor” e do combate decidido ao neoliberalismo dos governos FHC. Não é tudo, mas já é um repertório e tanto!

Participando da administração federal desde o início do Governo Lula, em 2003, atuante no movimento social e na luta de ideias, o PCdoB cresce. No Paraná já se organiza em mais de 100 municípios, com 22 vereadores e participação em mais de 50 administrações locais. A partir de junho próximo, o Partido estará voltado aos debates do seu 13o congresso nacional que, entre outros temas, fará um balanço crítico dos 10 anos dos governos Lula/Dilma.

O PCdoB orgulha-se de atingir 91 anos de existência e lutas mantendo inabalável o contrato político e ideológico que o liga, indissoluvelmente, aos mais caros interesses dos trabalhadores e do povo brasileiro, fiel à sua base teórica – o marxismo-leninismo – e à sua perspectiva socialista. Ainda não se constitui no grande partido que almeja ser – e que certamente será – para influir mais decisivamente na vida política brasileira. Mas, repito, já não basta uma Kombi para contê-lo.

Luiz Manfredinié jornalista e escritor, autor de As moças de Minas, Sonhos Utopias e Armas, Memória de Neblina e Vidas, veredas: paixão.

Entry filed under: “Navegar é preciso” - Luiz Manfredini, Colunistas. Tags: .

CTB reforça campanha do movimento Saúde + 10 FALANDO SÉRIO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Quem é:

O blog do PCdoB paranaense é um espaço para notícias, informações, artigos, fotos e documentos do Partido no Estado e outros textos de interesse coletivo. Seja Bem Vindo!

PCdoB no Facebook

Arquivo de Notícias

Categorias

Fotos do PCdoB-PR

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Conferência Estadual do PCdoB

Mais fotos

PCdoB no Twitter

Filie-se ao PCdoB

Vereador Nilton Bobato

Nilton Bobato

Vereador Paulo Porto

Paulo Porto

Estatísticas

  • 321,918 visitantes.

%d blogueiros gostam disto: