Navegar é preciso

25/03/2013 at 08:55 Deixe um comentário

Uma Kombi já não basta ao PCdoB

*Luiz Manfredini

 Quando o PCdoB emergiu para a legalidade, em maio de 1985, alguns desinformados – e outros de má fé – diziam que os comunistas cabiam num fusca. Depois, numa Kombi. Mais tarde, uns surpresos – outros,contrariados – perceberam que, para reunir os comunistas, talvez fosse mais apropriado um vagão ferroviário ou mesmo uma composição. Os comunistas não eram, afinal, tão poucos quanto se imaginava e, com o tempo, se percebeu que, para juntá-los, nem mesmo um navio seria o suficiente, ou uma esquadra. Ainda hoje, quando para reunir os comunistas do PCdoB seriam necessários pelo menos quatro maracanãs lotados, há quem ainda os subestime.

Mas os números não mentem. O PCdoB chega aos 91 anos de existência (o mais antigo partido político brasileiro ainda em atividade), comemorados em 25 de março, com mais de 330 mil filiados em todo o Brasil, segundo os últimos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de novembro do ano passado. Essa multidão – que deverá crescer substancialmente até o 13o congresso nacional do Partido, cuja plenária final está marcada para novembro próximo – está presente em cerca de 2.300 municípios de todos os estados da federação e no Distrito Federal. O mais significativo é que, entre o total de filiados, o PCdoB dispõe de expressiva massa crítica e atuante, de elevado nível político, representada por 2.500 quadros nacionais e 40 mil estaduais e municipais. Sua bancada no Congresso Nacional – 14 deputados e dois senadores – é reconhecida como altamente preparada e ativa na defesa das causas democráticas e progressistas. O Partido ainda possui 18 deputados estaduais, 58 prefeitos e 976 vereadores. Não é um partido grande, mas obviamente já não basta uma Kombi para abriga-lo.

Orgulho

Mais que sua alentada e próspera composição orgânica – por si só fator de orgulho – é seu percurso de lutas e de absoluta fidelidade aos interesses do Brasil e dos brasileiros o que mais honra o PCdoB. Lutas pela democracia, pela justiça social, a soberania do Brasil e o socialismo, travadas ininterruptamente desde 25 de março de 1922, mesmo sob as mais dramáticas circunstâncias de terror ditatorial. Uma trajetória que o inseriu nos principais momentos da história política do Brasil no século 20, nos mais diversos cenários, desde a insurreição de 1935, a resistência ao Estado Novo sob os rigores da clandestinidade, a destacada participação na Assembleia Constituinte de 1946,a volta à clandestinidade a partir de 1947 e, ainda assim, a participação cotidiana nas lutas sociais e políticas dos anos 50.

Duramente perseguido, o PCdoB enfrentou com destemor a ditadura militar, dirigiu a guerrilha do Araguaia, esteve à frente das lutas pela anistia, pelas Diretas-Já, da campanha pela eleição de Tancredo Neves no Colégio Eleitoral, em 1985. Legalizado, participou ativamente da Assembleia Nacional Constituinte, das campanhas presidenciais de Lula, do movimento “Fora Collor” e do combate decidido ao neoliberalismo dos governos FHC. Não é tudo, mas já é um repertório e tanto!

Participando da administração federal desde o início do Governo Lula, em 2003, atuante no movimento social e na luta de ideias, o PCdoB cresce. No Paraná já se organiza em mais de 100 municípios, com 22 vereadores e participação em mais de 50 administrações locais. A partir de junho próximo, o Partido estará voltado aos debates do seu 13o congresso nacional que, entre outros temas, fará um balanço crítico dos 10 anos dos governos Lula/Dilma.

O PCdoB orgulha-se de atingir 91 anos de existência e lutas mantendo inabalável o contrato político e ideológico que o liga, indissoluvelmente, aos mais caros interesses dos trabalhadores e do povo brasileiro, fiel à sua base teórica – o marxismo-leninismo – e à sua perspectiva socialista. Ainda não se constitui no grande partido que almeja ser – e que certamente será – para influir mais decisivamente na vida política brasileira. Mas, repito, já não basta uma Kombi para contê-lo.

Luiz Manfredinié jornalista e escritor, autor de As moças de Minas, Sonhos Utopias e Armas, Memória de Neblina e Vidas, veredas: paixão.

Anúncios

Entry filed under: “Navegar é preciso” - Luiz Manfredini, Colunistas.

CTB reforça campanha do movimento Saúde + 10 FALANDO SÉRIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Quem é:

O blog do PCdoB paranaense é um espaço para notícias, informações, artigos, fotos e documentos do Partido no Estado e outros textos de interesse coletivo. Seja Bem Vindo!

Arquivo de Notícias

Categorias

Fotos do PCdoB-PR

PCdoB no Twitter

Filie-se ao PCdoB

Vereador Nilton Bobato

Nilton Bobato

Vereador Paulo Porto

Paulo Porto

Estatísticas

  • 324,087 visitantes.

%d blogueiros gostam disto: