Assassinato de Rachel Genofre completa quatro anos sem solução

05/11/2012 at 11:39 Deixe um comentário

Corpo da menina foi encontrado no dia 5 de novembro de 2008, dentro de uma mala abandonada na Rodoferroviária de Curitiba. Impunidade aumenta dor da família

No dia 5 de novembro de 2008, uma mala foi encontrada na Rodoviária de Curitiba. Dentro, estava o corpo de Rachel Lobo Oliveira Genofre, que havia desaparecido dois dias antes. A menina foi violentada e espancada, antes de ter sido morta. Hoje, quatro anos depois, o caso desafia a polícia e segue sem solução. A impunidade amplia a dor da família.

“Esta data é muito difícil para toda a família, ainda mais porque estamos sem respostas. Não temos novidades nas investigações, não temos um novo suspeito. Nada”, lamenta a tia da menina, Maria Carolina Lobo Oliveira.

Álbum da família

Álbum da família /

A família mandou celebrar, no domingo (4), uma missa na Igreja Santo Agostinho em intenção a Rachel. A tia também desabafou por meio de um texto publicado em um blog, que mantém para divulgar informações sobre o caso.

Paralelamente, a família moveu, em junho deste ano, uma ação na Justiça do Paraná contra o Estado. A intenção dos familiares de Rachel é de que o estado do Paraná seja responsabilizado por falhas e negligências que teriam ocorrido nas primeiras etapas da investigação. Dentro elas citados, estão supostos erros na perícia, que teria descartado provas técnicas.

“Essas falhas causaram grande dano à investigação, comprometendo os trabalhos até hoje”, disse Maria Carolina. Segundo a tia da menina, a intenção da família não é conseguir direito a indenização, mas a instituição de políticas públicas que contribuam para reduzir os casos de violência contra mulheres e crianças.

Segundo Maria Carolina, em resposta ao processo impetrado pela família de Rachel, o Estado argumenta que o fato de os familiares não pedirem a indenização em dinheiro, e sim em políticas públicas de proteção a criança, é nobre, mas não há amparo legal.

Enquanto não há uma decisão judicial e com o caso sem solução, resta à família a saudade. Maria Carolina relembra os passeios que fazia com a sobrinha a bibliotecas de Curitiba. “Ela era muita companheira e lia muito”, disse Maria Carolina. Raptada no dia 3 de novembro de 2008, Rachel não conseguiu concluir a leitura de “Contos dos Irmãos Grimm”, livro de mais de 500 páginas que lia antes de desaparecer.

Gazeta do Povo tenta contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, para ter detalhes das investigações.

O caso

Rachel Genofre foi morta por asfixia mecânica provocada por esganadura e apresentava diversos sinais de agressões. Encontrado em uma bolsa na Rodoferroviária, o corpo dela estava em posição fetal, envolvido em dois lençóis. Na cabeça da menina havia sacolas plásticas. Ela usava a camiseta do colégio e estava nua da cintura para baixo. Vestia apenas uma meia do ursinho Pooh em um dos pés.

No ano passado, a delegada Vanessa Alice – que foi designada para o caso a partir do segundo mês de investigação – disse que o principal trunfo da polícia é o sêmen coletado do corpo de Rachel. O material é comparado com o DNA de suspeitos, para comprovar a autoria. Até novembro de 2011, no entanto, quase 100 exames já haviam sido realizados e todos deram negativo. A prova científica já inocentou pelo menos três suspeitos.

A polícia paranaense viajou a quatro estados para interrogar suspeitos. Além disso, os investigadores visitaram hotéis, estabelecimentos comerciais e edifícios residenciais, além de ter analisado imagens de todas as câmeras de segurança entre a escola que Rachel estudava e a rodoviária.

fonte: gazeta do povo

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Nota – PCdoB/Curitiba – Pleito 2012 Os comunistas celebram o 95º aniversário da Revolução Socialista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Quem é:

O blog do PCdoB paranaense é um espaço para notícias, informações, artigos, fotos e documentos do Partido no Estado e outros textos de interesse coletivo. Seja Bem Vindo!

Arquivo de Notícias

Categorias

Fotos do PCdoB-PR

PCdoB no Twitter

Filie-se ao PCdoB

Vereador Nilton Bobato

Nilton Bobato

Vereador Paulo Porto

Paulo Porto

Estatísticas

  • 323,696 visitantes.

%d blogueiros gostam disto: